O GRUPO

BOCA DE CENA

Fundado em 1997, o grupo mantém ininterrupta trajetória com espetáculos e interferências de palco e rua, criadas a partir de obras poéticas mineiras, nacionais, clássicos da dramaturgia universal, colagens e adaptações diversas. O grupo desenvolve uma linguagem, dialogando teatro, dança, música e elementos da cultura popular, especialmente a mineira. O coletivo é formado por aproximadamente 25 integrantes de diferentes gerações, que desenvolvem não só as funções de atuação e direção, como também a criação de cenário, figurino, preparação vocal/corporal, produção e atividades formativas.

HISTÓRICO

1997/2014
Retrato de Mulher texto de Maria Lúcia Barros Motti, direção de Wenceslau Coimbra;

1997
Romanceiro do Aleijadinho, texto de Stella Leonardos, direção de Wenceslau Coimbra;

1997
Bateia das Almas, texto de Vicente Aladim, direção de Wenceslau Coimbra;

1997
Brasileiro: Profissão, esperança! texto de Paulo Pontes, direção de Wenceslau Coimbra;

1998
A bruxinha que era boa, texto de Maria Clara Machado, direção de Wenceslau Coimbra;

2001
Infinito Instante texto de José Cimino, direção de Regina Bahia;

2003
Natal de Esquina texto de Nereu Teixeira, direção de Regina Bahia;

2005
 Morte e Vida Severina texto de João Cabral de Mello Neto, direção de Wenceslau Coimbra;

2006
De mineiro e louco, com mais um pouco, texto de Aguinaldo Tadeu, direção de Wenceslau Coimbra;

2007
O guarda-chuva preto texto de Adélia Prado, direção de Wenceslau Coimbra;

2008
Lisístrata ou Vaginas em greve, texto de Aristófanes, direção Wenceslau Coimbra;

2008
Retalhos da Alma, texto de Terezinha Moreira, direção Wenceslau Coimbra;

2009
Excertos do Romanceiro do Aleijadinho, texto de Stella Leonardos, direção Wenceslau Coimbra;

2009
A Birra do Morto, texto de Vicente Sanches, direção de Wenceslau Coimbra;

2009
O Prato Azul Pombinho, texto de Cora Coralina, direção de Luísa Bahia;

2010
 Brejo das Almas, texto de Carlos Drummond de Andrade, direção Wenceslau Coimbra;

2010
O Caso do Vestido, texto de Carlos Drummond de Andrade, direção Luísa Bahia;

2010
Negro Sorriso, texto de Poetas Negros, direção de Wenceslau Coimbra;

2010-2011
Apresentação de Natal, Textos adaptados e dirigidos por Luísa Bahia e Wenceslau Coimbra;

2011
O médico à força, texto de Molière, direção Wenceslau Coimbra;

2011-2013
Boi Leição, texto de Câmara Cascudo, direção de Luísa Bahia;

2011
Caçando Fantasmas, texto de Marco Túlio Zerlotini, direção Wenceslau Coimbra;

2012
Apareceu a Margarida, texto de Roberto Ataíde, direção Wenceslau Coimbra;

2013
Oh!Oh!Oh! Minas Gerais, texto de Jonas Bloch e Jota D’Ângelo, direção Wenceslau Coimbra;

2013
Um sonho de Carnaval, adaptação e direção de Luísa Bahia;

2013
Dá Pra Ajudar, texto de Marco Túlio Zerlotini, direção Wenceslau Coimbra;

2013
Aleijadinho do Beco, construção conjunta do elenco, direção Marcelo Oliveira;

2013
Auto de Natal, adaptação e direção de Wenceslau Coimbra;

2014
A Arte de ser feliz, crônica de Cecília Meireles, direção de Wenceslau Coimbra;

2014
As Desgraças de uma criança, texto de Martins Pena, direção de Wenceslau Coimbra;

2014
O Aniversário do Menino, adaptação e direção de Wenceslau Coimbra;

2015
A Farsa do Advogado João Pestana, criação coletiva e direção de Lucas Emanuel;

 

 

 

PREMIAÇÕES:

2006 “ MORTE E VIDA SEVERINA”

FESTIVAL LAFAIETE 2006
. Atriz Coadjuvante: Luísa Bahia
. Melhor espetáculo: “Morte e Vida Severina”
. Melhor direção: Wenceslau Coimbra

FESTIVAL VARGINHA 2006
. Melhor trilha sonora: “Morte e Vida Severina”
. 2º melhor figurino: “Morte e Vida Severina”
. 3º melhor ator: Lucio Rosa
. 3º melhor diretor: Wenceslau Coimbra
. 3º melhor espetáculo: “Morte e Vida Severina”
. Excelência profissional: Boca de Cena


2007 “ O GUARDA-CHUVA PRETO”

FESTIVAL LAFAIETE 2007
. Melhor atriz coadjuvante: Míriam Athaydes
. Melhor atriz: Luísa Bahia
. Melhor direção: Wenceslau Coimbra
. Melhor espetáculo: “O guarda-chuva preto”

FESTIVAL VARGINHA 2007
. Atriz revelação: Luísa Bahia
. Melhor Diretor: Wenceslau Coimbra
. 2º melhor espetáculo: “O guarda-chuva preto”
. 2ª melhor atriz: Regina Bahia
. 3ª melhor atriz: Carmem Célia Gomes
. 3ª melhor trilha sonora: “O guarda-chuva preto”

FESTIVAL GOVERNARDOR VALADARES 2007
. Melhor iluminação: “O guarda-chuva preto”
. Melhor figurino: “O guarda-chuva preto”
.Melhor espetáculo: “O guarda-chuva preto”
. Melhor atriz: Luísa Bahia
. Melhor diretor: Wenceslau Coimbra
. Melhor conjunto: O guarda-chuva preto”


2008 “LISÍSTRATA OU VAGINAS EM GREVE”

FESTIVALLAFAIETE 2008
VÁRIAS INDICAÇÕES SEM PREMIAÇÕES


2009 “A BIRRA DO MORTO”

FESTIVAL LAFAIETE 2009
. Melhor espetáculo: A Birra do morto
. Melhor Diretor: Wenceslau Coimbra
. Melhor ator coadjuvante: Hudson Raony
. Melhor atriz coadjuvante: Regina Bahia


2012 “ O PRATO AZUL POMBINHO

FETO – FESTIVAL ESTUDANTIL DE TEATRO DE BELO HORIZONTE – 2012
Destaques para o processo de criação, a pesquisa e encenação.
DIREÇÃO: Luísa Bahia

MOÇÕES DE APLAUSO PELA CÂMARA MUNICIPAL DE CONGONHAS:

INFINITO INSTANTE – JOSÉ CIMINO
RETRATO DE MULHER – MARIA LUCIA BARROS MOTTI
UM SONHO DE CARNAVAL – ADAPTAÇÃO LUÍSA BAHIA
XVI ANO DE ATIVIDADES DO BOCA DE CENA